PORTARIA FEDERAL SVS - Nº 453, DE 1 DE JUNHO DE 1998

 ANEXO A -  NÍVEIS DE REFERÊNCIA DE RADIODIAGNÓSTICO
TABELA A1. Níveis de referência de radiodiagnóstico por radiografia para paciente adulto típico

EXAME

DEP (mGy)*

coluna lombar

AP

10

 

LAT

30

 

JLS

40

abdomen, urografia e colecistografia

AP

10

pelve

AP

10/TD

bacia

AP

10

torax

PA

0.4

 

LAT

1.5

Coluna torácica

AP

7

 

LAT

2.0

Odontológico

Periapical

3.5**

 

AP

5

Crânio

AP

5

 

LAT

3

Mama***

CC com grade

10

 

CC sem grade

4

Notas: PA: projeção póstero-anterior; AP: projeção antero-posterior; LAT: projeção lateral; CC: projeção crânio-caudal; JLS: junção lombo-sacro.

(*) DEP, dose de entrada da pele. Estes valores são para receptor de imagem de sensibilidade média, velocidade relativa de 200. Para combinações filme-tela mais rápidas (400-600) estes valores devem ser reduzidos por um fator de 2 a 3.

(**) para filme do grupo E.

(***) determinada em uma mama comprimida de 4,5 cm para sistema tela-filme e uma unidade com anodo e filtração de molibdênio.

TABELA A2. Níveis de referência de radiodiagnóstico em CT para paciente adulto típico

Exame

Dose média em cortes multiplos (mGy)*

Cabeça

50

Coluna lombar

35

Abdômen

25

(*) determinada no eixo de rotação em fantoma de água, comprimento de 15 cm e diâmetro de 16 cm para cabeça e 30 cm para coluna e abdômen.

 


Site Elaborado por: Marcelo Ortiz Ficel